fbpx

Blog

Você sabe quais empresas podem se beneficiar do Big Data?

30/04/2020

Vivemos em uma realidade onde duas coisas não param de crescer: a quantidade de dados disponíveis a qualquer pessoa e a pressa para que estas informações sejam obtidas. Com isso, soluções como o Big Data surgiram, trazendo uma maneira mais simples e organizada de encontrar e, principalmente, lidar com os dados disponíveis.

É possível que você já tenha ouvido falar no conceito de Big Data, mas você sabe como ele funciona? Sabe em quais empresas ele pode ser utilizado para alcançar os resultados mais satisfatórios possíveis? Na sequência deste texto, a Acervo fala mais a respeito do Big Data e te mostra tudo isso. Continue a leitura e confira!

 

O que é Big Data e como ele funciona

Para entender mais claramente o que é Big Data, basta analisar detalhadamente seu nome. Ele nada mais é que uma forma ainda mais eficaz de transformar em informações de valor o grande volume (big) de dados (data) disponíveis nos servidores de uma empresa. Ao utilizar o Big Data, números e outras informações soltas são unidos e passam a fazer mais sentido, ficando capazes de fornecer insights que ajudam a melhorar os processos internos das empresas, o que traz resultados diretos para a atuação.

É através de softwares e outros sistemas que o conceito de Big Data pode ser colocado em prática. Eles são os responsáveis por armazenar todos os dados e, posteriormente, fazer a melhor organização possível — de acordo com a programação recebida —, trazendo os tão desejados e importantes insights. Com eles em mãos, é muito mais fácil tomar decisões que trazem mudanças profundas e significativas para os negócios.

 

Empresas que podem se beneficiar do Big Data

Já entendendo o que é Big Data e como ele funciona, o próximo passo é saber os tipos de empresas que podem se beneficiar do seu uso. Basicamente, qualquer empresa que tenha um grande volume de informações armazenadas pode começar a utilizar um software que  armazene, organize e gerencie os dados.

Provavelmente dois dos principais exemplos são os hospitais e as grandes lojas. Nos casos dos primeiros, o cruzamento de dados comuns a pacientes diferentes pode ajudar médicos no diagnóstico e até mesmo na prevenção de diversas doenças. Já quando o assunto é o caso dos segundos, o Big Data pode ajudar a mapear os hábitos de consumo dos grandes grupos de clientes e oferecer ofertas mais assertivas, aumentando as conversões e também os lucros.

Alguns exemplos de grandes empresas que usaram e continuam usando o Big Data para alavancar os resultados de seus esforços são a Target, a American Express, a Amazon, a Delta Airlines e a Shell, em ações que você pode ver com mais detalhes neste artigo. Ainda que todas elas sejam, sim, gigantes do mercado, não é somente este tipo de empresa que pode se beneficiar da gestão de um grande volume de dados. Basta contar com informação suficiente para a utilização de um sistema valer a pena.

 

Gostou deste texto? Para receber ainda mais conteúdo, acompanhe a Acervo no Facebook! Nós somos especializados em gestão da informação, oferecendo soluções como a guarda de documentos e o GED (Gerenciamento Eletrônico de Documentos).