Blog

Armazenamento em nuvem: tendências para 2019

29/03/2019

Hoje, a maioria das empresas busca melhorar a sua infraestrutura em TI (tecnologia da informação) a fim de atender, não somente as demandas internas de suas operações, mas também, às expectativas e exigências de um mercado consumidor cada vez mais seletivo e criterioso.
 

Respostas ágeis, entregas precisas e informações seguras “na palma da mão” são o que essas empresas procuram o tempo inteiro. O mercado, como no jargão popular, não é para amadores. É para organizações que têm fluxos de trabalho e processos racionalizados, além de boa gestão administrativa.
 

Todas essas empresas que fazem parte do “círculo da inovação e tecnologia” [queremos que a sua seja uma delas!] contam, hoje, com um amplo e repleto arsenal que impactam diretamente nos resultados de suas atividades.
 

O grande responsável por todas essas mudanças é, sem sombra de dúvidas, o cloud computing. O ambiente corporativo saiu de um universo mergulhado em “toneladas” de papel para uma estrutura clean, otimizada e composta por sistemas ágeis e resolutivos.
 

O armazenamento em nuvem é o mote dos melhores processos administrativos e grande vetor de produtividade e economia.
 

Em função dessa grande vantagem competitiva do armazenamento em sistemas cloud - o mais requisitado de Santa Catarina é o Acervo CloudFile - listamos para você as principais tendências que darão à sua ferramenta: desempenho e usabilidade.

 

São elas:
 

1- Data Centers autônomos
 

Escolher o melhor sistema de armazenamento em nuvem não é uma tarefa “das mais fáceis”. Muitos empresários e gestores no momento de definir qual ferramenta ideal a ser implantada na empresa, esbarram em questões recorrentes como: estabilidade do sistema, capacidade de armazenamento e recursos de gestão.
 

Mas todos, sem exceção, buscam por soluções capazes de proporcionar bons resultados, redução de custos e entregas precisas.
 

Fator que corrobora a dúvida dessas empresas é a oferta de uma variedade enorme de soluções em storage. Os recursos dos sistemas comercializados no País variam de acordo com o fabricante ou sua finalidade.
 

Então, para resolver esta questão de uma vez por todas, a Acervo disponibiliza em seu rol de soluções: o CloudFile.


 

“O CloudFile é um sistema ECM (Enterprise Content Management) de alta qualidade e 100% web. Permite a publicação, digitalização e total controle de seus arquivos e documentos via internet (cloud computing); com extrema facilidade e segurança.”


 

Funciona da seguinte maneira: empresas buscando melhorar processos de gestão e armazenamento de documentos estão apostando em co-locação de Data Centers gerenciados. Com eles, é possível extrair todos os recursos e vantagens de Platform as a Service (PaaS) e Infrastructure as a Service (IaaS) - garantindo acesso à informação e a segurança dos dados.  

 

2- Hiperconvergência
 

O termo pode parecer difícil, mas o conceito é mais simples do que imaginamos. Como o próprio nome sugere, essa estrutura em TI congrega armazenamento, computação e rede em uma única plataforma. A finalidade é diminuir a complexidade do Data Center e oferecer recursos necessários para aumento progressivo de desempenho e resultado.
 

Muitas organizações têm seguido essa tendência por entenderem que armazenar documentos e arquivos estratégicos in loco em suas estruturas computacionais oferece maior segurança e menor possibilidade de riscos.
 

A hiperconvergência permite que os esforços em TI dispensados com gestão eletrônica de documentos e sistemas cloud reflitam em processos mais ágeis e eficientes. Diferentemente dos Data Centers tradicionais, a integração convergente possibilita a implementação rápida e otimizada do sistema em ambientes privados.

 

3- Virtualização
 

É certo que empresas constantemente realizam testes para aperfeiçoar seus sistemas. Desde testes A/B a testes de desempenho, disponibilidade e carga. Cada vez mais comuns, os contêineres têm se tornado ‘figurinhas carimbadas” em todos os processos que buscam verificar de alguma forma, a segurança e o desempenho dos sistemas.
 

Funcionam como uma espécie de caixa virtual que armazena - em separado - dados, informações e arquivos fora do sistema onde estão hospedados.
 

Dessa forma, todos os testes, implementações, validações e migrações podem ser realizados sem o risco de perda ou dano do acervo informacional da empresa. Esse processo é responsável por deixar os sistemas de armazenamento em nuvem mais ágeis e rápidos.

 

4- Soluções em cloud
 

No início das operações com cloud, algumas empresas apresentavam certa dificuldade em migrar o seu volume de arquivos para os novos sistemas dada a dificuldade em sincronizá-los com os servidores locais.
 

A sincronia entre sistemas e servidores se fazia necessário para que os usuários tivessem acesso ao sistema, visualizando e editando arquivos e documentos, offline.
 

Agora, empresas que lideram mercados migraram integralmente seus processos para aplicações em nuvem. Já as que buscam growth, escalabilidade e fortalecimento de marca recorrem a empresas especializadas, como é o caso da Acervo, para iniciar o processo de convergência digital.
 

O objetivo dessas empresas é criar fluxos e rotinas que transitem entre os ambientes on e offline sem distinção de plataforma. Assim, a gestão de documentos, a eficiência de processos e a produção da equipe caminharão juntas, totalmente integradas.

 

5- A Acervo gerencia o seu processo!
 

Com a crescente imersão das empresas no universo da Cloud Computing, desafios relativos à gestão documental e a capacidade de provisionamento de espaços para armazenamentos, face às crescentes demandas, são recorrentes.
 

Por essas e por outras, a Acervo é líder catarinense no mercado de gerenciamento da informação - oferecendo soluções para todos os tipos de necessidade e perfil. O termo aplicado para essa prestação de serviços é outsourcing.  


 

A Acervo, além de emprestar toda a sua expertise e know how aos seus clientes, desempenha papel fundamental na gestão diária do tráfego de documentos dessas empresas. É com a terceirização de atividades secundárias para as empresas especializadas (outsourcing) que as organizações podem canalizar esforços para demandas prioritárias.
 

Acabamos de ver que a terceirização de serviços em gestão documental é fundamental para que empresas de diferentes portes e segmentos ganhem competitividade e orientem a sua atenção ao que realmente importa, o seu negócio, o seu core business.


 

Venha conhecer as soluções que a Acervo tem para o seu negócio. Encaixotar pilhas e pilhas de papel já não faz mais sentido. Imagina só, perder prazos ou clientes porque o seu colaborador não localizou determinado documento? Isso é coisa do passado!

Modernize a sua empresa! Entre já em contato conosco e fale com o nosso departamento comercial. Os serviços da Acervo levarão os seus resultados a um outro patamar! #digitalizejá